Telefone:

Horário de Funcionamento:

Seg - Sex: 07h00 - 17h00

Os recentes estudos realizados pela Colgate-Palmolive sugerem que determinados produtos de cuidado bucal podem desempenhar um papel na redução temporária da quantidade de SARS-CoV-2 — o vírus que causa a COVID-19 — em sua boca. Testes de laboratório descobriram que tipos específicos de pasta de dente com zinco, fluoreto de estanho ou fluoreto de amina, assim como enxaguantes bucais com cloreto de cetilpiridínio (CPC), peróxido de hidrogênio, clorexidina ou fluoreto de estanho/fluoreto de amina, neutralizaram o vírus em mais de 99%. Um teste clínico inicial, realizado antes do procedimento com pacientes positivos para a COVID-19, demostrou que certos enxaguantes bucais com cloreto de cetilpiridínio (CPC) mais zinco, peróxido de hidrogênio ou clorexidina reduziram, consideravelmente, a quantidade de vírus na boca por até 30 e 60 minutos após o enxágue. Estamos trabalhando muito para descobrir como essa pesquisa inicial pode se converter na redução temporária dos níveis de vírus na boca e o que isso significa para você. É importante ressaltar que, embora não haja evidências de que os produtos testados podem prevenir, tratar ou curar a COVID-19, nem aliviar seus sintomas, e que os produtos não devem ser utilizados para esses fins, a escovação e o enxágue regulares podem desempenhar um papel importante, mantendo sua boca limpa e saudável. Continue lendo para obter respostas para algumas das perguntas mais frequentes.

 

Os produtos de cuidado bucal podem evitar que eu contraia ou transmita a COVID-19?

Se o vírus que causa a COVID-19 for detectado em sua boca, você já foi infectado. Atualmente, não há evidências de que o uso de produtos de cuidado bucal possa impedir que você contraia o vírus. São necessários estudos adicionais para determinar se a redução da quantidade do vírus na saliva — que pode ser transmitido por meio da fala, do canto ou da tosse — pode ajudar a reduzir o risco de transmissão a outras pessoas.

 

Quais cremes dentais e enxaguantes bucais neutralizaram o SARS-CoV-2 em um teste de laboratório em 99% ou mais?

Os cremes dentais testados possuem fórmulas com zinco, fluoreto de estanho ou fluoreto de amina.

Os enxaguantes bucais e sprays testados possuem fórmulas com 0,075% de CPC, 1,5% de peróxido de hidrogênio, 0,12% de clorexidina ou fluoreto de estanho/fluoreto de amina.

 

Escovar os dentes ou enxaguar a boca com enxaguante bucal tem algum efeito sobre os anticorpos?

Não, escovar os dentes ou enxaguar a boca com enxaguante bucal não terá nenhum impacto sobre os seus anticorpos.

 

 Escovar os dentes afeta a quantidade de vírus que causa a COVID-19 na boca?

Embora nossos resultados laboratoriais do SARS-CoV-2 sejam encorajadores, não podemos dizer se esses efeitos também ocorrerão na boca sem a realização de um estudo clínico. Nosso programa clínico está, atualmente, testando indivíduos positivos para COVID-19 para entender se escovar os dentes com determinadas fórmulas de creme dental reduzirá temporariamente a quantidade de vírus na boca.

 

Todo enxaguante ou spray bucal neutraliza o vírus que causa a COVID-19?

Conduzimos estudos laboratoriais de fórmulas selecionadas de enxaguante/spray bucal com 0,075% de CPC, 1,5% de peróxido de hidrogênio, 0,12% de clorexidina ou fluoreto de estanho/fluoreto de amina para determinar se elas neutralizam o vírus que causa a COVID-19. Não temos dados sobre outros enxaguantes ou sprays bucais que não contenham esses ingredientes.

 

Fonte: colgate.com.br

Imagem: Pixabay