Odontologia brasileira impressiona ingleses


Não é novidade para ninguém que a Odontologia brasileira está entre as melhores do mundo.

Inúmeras pesquisas apontam que o Brasil possui os melhores dentistas, que utilizam as melhores e mais modernas técnicas e que, por isso, incentivam a fixação das melhores multinacionais da indústria odontológica no país.

 
Todos esses fatos chamaram a atenção do jornal inglês Financial Times, um dos mais respeitados do mundo quando o assunto é economia, que recentemente publicou uma matéria a respeito do tema. De acordo com a publicação, é surpreendente um país com tanta desigualdade social possuir uma das melhores Odontologias do planeta.
 
Para o cirurgião-dentista Hugo Ricardo Rosin, diretor de comunicação da AORP - Associação Odontológica de Ribeirão Preto, tal fato pode ser explicado tendo em vista que o modelo de ensino e a formação do cirurgião dentista brasileiro foi vencedor quando se espelhou no modelo americano, pioneiro em relação à formação específica em Odontologia.
 
"Diferentemente da Europa, onde em alguns países a carreira profissional da Odontologia é uma subdivisão da medicina, o cirurgião-dentista brasileiro recebe formação de cinco anos, com disciplinas específicas e focadas na atuação da Odontologia moderna que conhecemos hoje", explica Rosin.
 
O Brasil concentra cerca de 19% dos dentistas de todo o mundo. De acordo com o Conselho Federal de Odontologia (CRO), são quase 220 mil profissionais cadastrados no país. Neste panorama, Ribeirão Preto reúne aproximadamente dois mil dentistas, trabalhando em um universo em constante desenvolvimento, no qual o mercado odontológico é cada vez mais concorrido.
 
O município difunde o alto nível da Odontologia brasileira no exterior, cujo pioneirismo é relatado a partir da fundação da "Escola de Pharmácia e Odontologia de Ribeirão Preto", no ano de 1924 e que se tornou precursora do ensino superior em saúde.
 
"Essa escola veio a se tornar a Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, a FORP-USP. Além dessa excelência em ensino e por conta dele, a partir da década de 40, iniciou-se a fixação da indústria ontológica na região, tornando-a um polo de referência do setor", revela o diretor da AORP.
 
Dessa forma, a cidade abriga ótimos cursos de Odontologia e pesquisa do país, além de inúmeras empresas fabricantes de equipamentos e produtos odontológicos providos de tecnologia de última geração. E para dar suporte a tudo isso, existem na cidade entidades voltadas à comunidade odontológica, como a AORP - Associação Odontológica de Ribeirão Preto, que, há 68 anos atual em prol do aperfeiçoamento do segmento.

 

Fonte: Odontomagazine