Escova elétrica: melhor ou pior que a escova de dente normal


Quando falamos de algo que funciona de forma elétrica, pensamos logo em maior conforto, menor esforço e melhor efetividade, afinal de contas, é uma máquina que vai trabalhar para nós e nós daremos em troca somente o alimento para ela: a energia. Essa tecnologia pode ser extremamente útil e benéfica ou causar vícios que não são tão bons assim. E você saberia me dizer o que é melhor? A escova de dente normal ou a escova de dente elétrica? Alguém sabe a resposta?

Argumentos contra a escova de dente elétrica:

- Eu sou a favor da boa e velha escova manual. Com ela você pode fazer movimentos mais precisos e eficientes sem necessidade de se desgastar ou de fazer grandes esforços.

- Outro fator é que essas escovas não possuem tanta variedade no que diz respeito a tamanho da cabeça, características das cerdas e formatos do cabo.

- Com a escova de dente elétrica, você precisará ter mais controle na utilização. Com os movimentos automáticos, você precisará ter cuidado para não machucar as gengivas, lábios ou mesmo escovar com muita força.

Argumentos a favor da escova de dente elétrica:

- São extremamente aconselhadas em casos de pacientes que possuem dificuldades psicomotoras. Algumas síndromes ou problemas de desenvolvimento provocam dificuldades psicomotoras que podem ser minimizadas pela utilização da escova de dente elétrica.

- Se você quiser utilizar, tem que procurar as cerdas mais macias possíveis, com uma cabeça da escova o menor possível e o cabo o mais fino possível e isso normalmente está ligado ao preço. Isso quer dizer que essas escovas são de marcas mais caras e modelos mais caros.

- Não recomendo o uso desse tipo de escova para crianças em formação. A mecânica e o hábito de escovação são importantes durante o desenvolvimento e a escova de dente elétrica pode romper essa evolução e criar um adulto preguiçoso para escovar os dentes o que pode causar uma série de problemas bucais.

Como sempre falo, você precisa de um dentista lhe orientando. Ele fará uma anamnese completa e conhecerá bem suas necessidades para poder indicar um determinado tipo de escova. Em casos de paciente que possuem uma higiene bucal bem realizada, sem grandes comprometimentos, não me oponho ao uso da escova de dente elétrica que pode trazer benefícios.

Seja qual for sua escova, você precisa adquirir o hábito de armazenar em local apropriado, limpar antes e depois do uso e trocar periodicamente de acordo com indicações do fornecedor ou de seu dentista.

Fonte: http://doutissima.com.br/